Gestão de equipes: 5 ideias para implantar no seu restaurante

Gestão de equipes

Se perguntassem a você o que torna um negócio bem sucedido, certamente um bom produto e serviço alinhados a um ótimo atendimento estariam entre os primeiros itens respondidos.

Não é difícil perceber a importância da gestão de equipes em um restaurante. Desde a preparação dos pratos nos bastidores da cozinha até o contato com o cliente na mesa, são necessárias pessoas comprometidas e bem treinadas para alcançar as expectativas do consumidor – o que torna a harmonia em uma equipe de restaurante tão essencial.

Com o objetivo de aprimorar a gestão de equipes em seu restaurante, elencamos 5 dicas que não podem faltar na hora de orientar e preparar seus colaboradores.

1. Garanta integração e comunicação entre colaboradores em seu restaurante

O próprio conceito de equipe já nos faz refletir sobre sua integração. Se buscarmos pelo significado de equipe em dicionário, encontraremos que é um conjunto de pessoas trabalhando por uma mesma tarefa ou objetivo comum. Assim, espera-se que a cooperação de cada um deles garanta um único resultado final.

Para isso, em sua gestão de equipes, faça-os sentir a relevância da colaboração individual.

A cada contratação ou inicio de trabalho, reúna todos, faça as apresentações necessárias e passe as instruções e normas que regem seu restaurante. É importante transparecer seus valores, qual sua missão no mercado e onde toda a sua equipe deseja chegar, por isso, também destaque o que é esperado do colaborador.

Você deve criar um padrão para cada novo funcionário, para que ele conheça todas as funções exercidas em seu ambiente de trabalho e entenda além de suas atividades, garantindo maior integração e melhor comunicação entre a equipe.

Em datas comemorativas, promova momentos de descontração e envolvimento, tais como confraternizações corporativas, dinâmicas e entrega de brindes, por exemplo.

2. Dê feedback e também receba feedback

Um ponto muito relevante na gestão de qualquer equipe é dar feedback, ou seja, um retorno ou avaliação ao seu colaborador, já que, diariamente, ele se dedica ao seu negócio e espera receber, em troca, informações sobre seu desempenho e performance no trabalho.

Para se apoiar, crie uma avaliação apontando quais pontos o seu colaborador precisa exercer em sua função: pontualidade, proatividade, organização no trabalho, antecipar demandar de trabalho, entre outros.

Por meio de reuniões periódicas com a equipe de seu restaurante, você pode dar seu feedback individual a cada um, indicando quais pontos precisam ser melhorados ou quais merecem reconhecimento.

Porém, é também interessante receber um retorno sobre  o que eles acham de sua gestão. Portanto, pergunte, questione e se interesse em saber quais pontos estão falhos e o que pode melhorar nos processos internos.

O gestor deve ter uma visão ampla, entendendo o funcionamento do restaurante como um todo. Os colaboradores possuem visões mais focadas em suas áreas de trabalho, podendo trazer demandas específicas para melhorar cada processo interno.

3. Crie padrões no atendimento

Todo o contato do cliente com o restaurante acontece através de seus colaboradores: recepcionistas e garçons e, por essa razão, é fundamental que o atendimento seja padronizado.

Ao realizar sua gestão de equipes, tenha normas e processos bem desenhados. Realize treinamentos periódicos e prepare cada um de seus atendentes para ser cordial, atencioso e prestativo aos clientes de seu restaurante.

É vital instruí-los sobre como deve ser a abordagem na mesa, como devem se portar, se vestir e conversar com o cliente.

Alguma restrição alimentar em seu restaurante deve ser facilmente identificada pelo garçom para que a informação chegue a cozinha e o cliente receba a devida atenção. Reclamações, sugestões e elogios também devem chegar à equipe da cozinha e da limpeza por meio do atendimento às mesas.

4. Incentive o aprendizado e o estudo

Independente de qualquer função, uma boa gestão de equipes incentiva a troca de experiência, promove treinamentos de rotina e encoraja os estudos.

São várias as áreas que precisam de atenção em um restaurante, iniciando pelo cuidado e segurança no manuseio de utensílios e alimentos, afinal, estamos tratando de fornecer alimentação que exige, além de sabor e qualidade, cuidados mínimos de higienização.

Outro ponto é o domínio de outros idiomas, que pode se tornar uma necessidade em seu negócio, de acordo com o perfil de clientes que recebe.

Como gestor, opte por trazer convidados, profissionais e professores ao ambiente de trabalho para promover capacitações específicas ou instrua, por meio de auxílio e bolsas, que seus colaboradores estejam sempre em busca de aperfeiçoamento profissional, cursos de longa e curta duração.

Sem dúvida, conhecimento e domínio de habilidades são essenciais para o desenvolvimento de um negócio e, certamente, são as pessoas que fazem uma empresa bem sucedida.

5. Crie profissionais que tenham autonomia e solucionem problemas

Geralmente a tomada de decisão e a resolução de problemas cai sobre uma única pessoa: a figura do gestor. Mas com boas recomendações e treinamentos, uma equipe inteira pode estar preparada para lidar com problemas e situações difíceis na ausência do líder.

Interligado ao item anterior, incentivar o conhecimento e aumentar as instruções por meio de treinamentos e reuniões, garante que o seu restaurante forme futuros líderes sempre prontos a responder às demandas de trabalho. Em situações de emergência, eles poderão responder e agir da melhor forma.

Além disso, autonomia é um dos fatores mais importantes no ambiente de trabalho e um dos principais quando fala-se de motivação dentro da gestão de equipes de restaurante. A autonomia permite o crescimento e desenvolvimento pessoal, impactando em sua segurança e desempenho no trabalho.

Uma boa gestão de equipes de restaurante é feita por um bom gestor

Exercer uma boa gestão de equipes em seus restaurante é primordial para um clima organizacional positivo, desencorajar a competição em trabalho e promover mais harmonia. O item básico para isso é a humanização e a empatia.

Como líder e gestor, colocar-se no lugar do próximo ajuda a compreender quais itens precisam de atenção em seu negócio e o que faria de seus funcionários mais unidos.

Tornar o processo único do inicio ao fim – na limpeza e seleção de ingrediente até o prato final – é chave do sucesso para um ótimo atendimento. E conforme os itens acima, é notável que a gestão começa com pequenos processos rotineiros.

Se quiser entender mais como fazer o seu restaurante crescer, veja o nosso próximo artigo com 5 dicas simples para o seu restaurante crescer.